Como criar um orçamento doméstico usando papel e caneta

Published by Gledson Leitão on

Economia, todos querem fazer mais nem todos sabem fazê-la.
Aqui você vai aprender a economizar dinheiro em seu dia a dia aprendendo a fazer um orçamento doméstico.
Muitos acham que é impossível de acontecer, mais não é não e vamos mostrar que é possível sim economizar.
Vamos nessa?

Pra começar vou mostrar aqui como criar um orçamento doméstico usando papel e caneta caso você não tenha uma planilha.

1º – Devemos ter uma noção de quanto gastamos em cada área de nossa vida.

Por exemplo, quanto você acredita que gasta com:

  • Habitação
  • Transporte
  • Faculdade
  • Laser
  • Automóvel
  • Alimentação

Esses acima são apenas alguns exemplos, podem se encaixar em sua vida, mas com certeza não se resumem a esses. Anote todos os valores, separando por grupos como citado acima. Esse passo é importante, pois registrando os valores separados por categoria você começa a ter uma noção do que ocorre em sua vida.

2º – Devemos saber exatamente quanto ganhamos, essa tarefa parece ser mais simples, mas esconde algumas armadilhas, por exemplo você recebe o seu contracheque e nele vem o valor de 2.500,00 reais, mas esse não é o valor liquido que você recebe, existe ainda os descontos. Cuidado para não ser enganado por um valor que não recebe na prática, conte somente com o que de fato recebe, no caso o valor líquido.

3º – Junte todos os valores, mais ou menos como mostra a figura abaixo.

orçamento-pessoal

A imagem acima foi extraída da planilha de Orçamento Pessoal e Familiar, disponível aqui.

Essa foi a parte fácil do trabalho, daqui em diante é que fica mais complexo, mas é extremamente necessário que você realize o próximo passo, pois é ele que de fato garante um resultado do que fizemos até aqui.

4º – Analise periodicamente se o que você planejou no passo 1, ou seja, se o que você anotou corresponde a sua realidade, isso é feito somando por exemplo tudo que você gastou com alimentação, se seus gastos estão abaixo do que você anotou, então você conseguiu se manter dentro do que estipulou, se gastou a mais, significa que suas idéias de quanto gasta está incorreta, e você deve revisar esse grupo.

Para ilustrar trago mais uma imagem da Planilha de Orçamento Pessoal e Familiar abaixo. Esse modelo é o que considero mais adequado para uma analise, faça parecido usando papel e caneta.

comparando-orçamento

Orçamento Pessoal.

De um lado coloque quanto você orçou, e na outra coluna quanto realmente gastou. A planilha faz isso automaticamente , mas manualmente pode ser feito também.

5º – Acompanhe os resultados.
O acompanhamento de quanto se gasta deve ser periódico, o período quem define é você, pode ser semanal que é o mais indicado, mensal ou semestral, o importante é que você se mantenha gastando menos do que ganha, assim poderá aproveitar as oportunidades que surgirem, sejam investimentos, viagens, cursos ou simplesmente tendo uma vida mais tranquila.

Para facilitar o trabalho escolha uma planilha de controle financeiro pessoal,para facilitar o orçamento doméstico,  para que você possa alimentá-la  com seus gastos diários e mensais, suas contas a pagar e suas receitas.
Com essa informação você vai saber onde esta gastando mais ou onde esta devendo mais, se esta no vermelho ou não, você terá o controle de todo dinheiro que entra e todo dinheiro que sai.

Deseja conhecer a Planilha de Orçamento Pessoal e Familiar? Então clique aqui.

Espero que esta dica valiosa sirva pra você, e que suas finanças saiam do vermelho o mais rápido possível.
Até mais e Deus abençoe.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *